Piscina de água salgada, você teria?

Está cada vez mais comum e a tendência é que surjam mais piscinas de água salgada como alternativa às tradicionais piscinas de cloro. Ambas têm vantagens e desvantagens, por isso, separamos algumas curiosidades que pode ser útil na hora de se decidir:

 Vantagens

Menos químicos: uma das grandes vantagens das piscinas de água salgada é a redução no uso regular de químicos tóxicos, o que para além de excluir o cheiro do cloro, faz da piscina de água salgada uma alternativa muito amiga do ambiente.

Menos manutenção: uma piscina de água salgada requer muito menos manutenção do que uma piscina de cloro uma vez que estas têm um funcionamento de auto limpeza que não requer uma atenção constante. O gerador de cloro encarrega-se de converter o sal numa espécie de cloro que assegura a higiene da piscina, evitando ainda a formação de algas.

Custo: embora o investimento inicial de uma piscina de água salgada possa ser mais elevado quando comparado com uma piscina tradicional, esse é um investimento que trará retorno a médio-longo prazo, devido aos seus custos baixos de manutenção. Estima-se que custa, em média, menos 50% manter uma piscina de água salgada em relação a uma piscina de cloro.

Bem-estar: nadar numa piscina de água salgada é uma experiência muito agradável, uma vez que o sal é mais suave na pele do que o cloro. Para além disso, uma piscina de água salgada não provoca sintomas como olhos vermelhos, pele irritada/com comichão e cabelo danificado/descolorado, típicos das piscinas com cloro.

Saúde: é sabido que as piscinas de cloro criam organoclorados que, espelhando as hormônios humanas, podem contribuir para a infertilidade, para perturbações no sistema imunitário e a formação de alguns tipos de tumores, para além de serem prejudiciais para quem sofre de asma ou enfisema. Com uma piscina de água salgada, não existe a formação de organoclorados.piscina2

Desvantagens

Funcionamento: uma das desvantagens das piscinas de água salgada está relacionada com o seu modo de funcionamento, ou seja, para que o seu sistema opere sempre a 100%, a bomba tem de estar constantemente a trabalhar, o que vai, naturalmente, aumentar os custos energéticos.

Incrustações: um sistema de piscina à base de sal vai atrair muito mais cálcio às suas placas de titânio antes de este ser reintroduzido na água – o excesso de cálcio irá contribuir para a formação de depósitos do mesmo na superfície da piscina. Este problema é bastante comum nas piscinas de água salgada e requer uma maior limpeza, até para evitar a corrosão da piscina.

Corrosão: um dos maiores problemas, e consequente desvantagem das piscinas de água salgada, é a corrosão. O sal é uma substância por si só bastante corrosiva, podendo facilmente deteriorar as áreas em metal da piscina e a sua superfície, assim como o mobiliário de exterior. Além disso, se a piscina for aquecida, o sal pode gerar cloro em excesso e dissolver o aquecedor em poucos dias.

Custo: embora sejam mais econômicas em termos de manutenção, as piscinas de água salgada são mais caras do que as piscinas de cloro, requerendo um investimento inicial mais avultado. Além disso, o equipamento e as peças de substituição para uma piscina de água salgada também são tradicionalmente mais caras.

Eai, qual a sua opinião sobre aderir a uma piscina de água salgada?

Piscinas contemporâneas

Piscinas e áreas de lazer são as grandes estrelas de um projeto contemporâneo. Anteriormente, esses espaços eram construídos com certa distância da casa. Hoje, já é possível ver projetos que são integrados ao imóvel e facilitam a circulação e o uso de todos os ambientes.

Principalmente nos finais de semana, a piscina é a área mais frequentada da casa. É por isso que os projetos arquitetônicos contemplam essa estrutura. Para tornar o ambiente ainda mais agradável e bonito são construídos saunas, espaço gourmet, spa, sala de ginástica, prainha, bar aquático, queda d’água e chuveiro para o espaço se destacar ainda mais.

JM 010

As prainhas tem dupla função: podem ser espreguiçadeiras para quem gosta de tomar sol e se refrescar ao mesmo tempo. Para esta ocasião, o piso mais indicado para ser colocado em volta da piscina é o atérmico, já que a pessoa pode fazer as duas funções sem sentir desconfortos por causa do calor e a luz sol.

Balneário 02

As piscinas mais fantásticas no topo de prédios

Um bom mergulho, a qualquer hora, apreciando as mais belas paisagens. É isto que algumas piscinas de hotéis luxuosos oferecem aos seus hospedes. Separamos algumas fantásticas, que ficam em topos de prédios. Inspire-se para as próximas férias!

Marina Bay Sands – Singapura

10-piscinas-fantasticas-top-predios-1

O Marina Bay Sands é o empreendimento hoteleiro mais sofisticado e luxuoso de Singapura. O hotel é composto por três torres (cada uma com 55 andares) e estas são interligadas por um terraço a céu aberto. Trata-se de um oásis com 340 metros de comprimento, com capacidade para 3.900 pessoas e possui uma piscina de hotel magnífica de perder de vista. A piscina tem uma estrutura em aço inoxidável que sustenta um volume de água de 1.440 m³, está localizada a 200 metros do solo e tem um raio de 150 metros, o que a torna a mais longa do mundo.

Standard Downtown – Los Angeles, Califórnia

10-piscinas-fantasticas-top-predios-2

O hotel Standard Downtown está localizado no centro de Los Angeles, no estado da Califórnia, nos Estados Unidos. É um hotel excepcional que oferece uma vista privilegiada sobre a cidade e sobre as suas principais atrações. A sua piscina fica no topo do prédio, no 12º andar, e é decorada de uma forma artística e moderna.

 Hotel Vine – Madeira, Portugal

10-piscinas-fantasticas-top-predios-9

O hotel Vine é um hotel de luxo que esta situado na cidade do Funchal, na ilha da Madeira, em Portugal. O Vine foi desenhado pelos arquitetos Ricardo Bofill e João Francisco Caires e é, atualmente, um dos ícones da arquitetura contemporânea. Um dos maiores destaques do hotel Vine é, sem dúvida, a sua piscina panorâmica de 360º que está no topo do edifício. Ela é deslumbrante e permite ter uma vista privilegiada das montanhas e da cidade do Funchal.

Então qual destas piscinas te encantou mais? Seria este o seu roteiro para as próximas férias?

Atividades físicas para serem praticadas na piscina.

Já pensou em praticar atividades físicas na piscina? Atualmente as práticas esportivas aquáticas são recomendadas por diversos ortopedistas e fisioterapeutas. Além disso, são liberadas para todas as faixas etárias.

Embora a sensação de esforço seja menor, já que água contribui para o controle do calor e a diminuição do peso corporal, a intensidade dos exercícios aquáticos é a mesma da pratica de uma corrida ou bicicleta, podendo ter um gasto calórico médio de até 400 calorias. As atividades aquáticas na piscina, também são ótimas para pessoas com pouca liberdade de movimento como: gestantes, obesos, idosos ou pessoas com artrites e osteoporose. E o melhor: podem ser realizadas no verão, para refrescar ou no inverno para se aquecer.

Mas antes de escolher o seu esporte, é fundamental ter uma avaliação médica para que o profissional avalie a sua saúde e identifique quais movimentos você poderá ou não realizar durante os exercícios.

Saiba qual modalidade combina mais com você:

Natação

A natação é um esporte feito para quem deseja: emagrecer, aumentar o seu condicionamento físico ou simplesmente relaxar. Recomendado para todas as idades, a natação auxilia na capacidade circulatória e respiratória, desenvolve a massa muscular, oferece maior flexibilidade e resistência do corpo, melhora o raciocínio, auxilia para o equilíbrio e a coordenação motora. Além de ser um ótimo exercício para a prevenção de doenças cardíacas, osteoporose e diabetes.

Hidroginástica

Para quem possui pouco condicionamento físico, pouco tempo para se dedicar aos treinos e deseja emagrecer ou fortalecer os músculos e as articulações, com uma atividade física divertida e refrescante, conheça a hidroginástica.

Hidrobike

Já imaginou praticar bicicleta dentro da água? A hidrobike é realizada com uma bicicleta específica para pedalar dentro da água. Por ser na piscina, a hidrobike possui baixo impacto, não exigindo tanto esforço das articulações. A queima calórica desta atividade pode chegar até 500 calorias, ótimo para quem deseja emagrecer, além do aumento do condicionamento físico, controle do peso, melhora da tonicidade muscular e aumento da resistência corporal e do sistema cardiorrespiratório.

Vôlei aquático

Semelhante ao vôlei em solo, o voleibol aquático é um ótimo exercício para quem quer se exercitar e se manter fresco. Também é uma atividade agradável para ser realizada com a família, bastando apenas uma rede e uma bola de borracha.

hidroginastica-e-uma-atividade-fisica-de-baixo-impacto-1

Como deixar a sua piscina linda à noite?

A iluminação especial para piscinas está com tudo! Além de ter um efeito decorativo super bonito, também permite que a piscina seja usada durante a noite.

Os refletores com lâmpadas de LED são os mais recomendados, pois possui baixo consumo de energia elétrica, alta durabilidade e proporcionam uma melhor distribuição de luz.

Para dimensionar a posição e a quantidade de refletores é importante levar em conta o tamanho e o formato da piscina, além de ver se o ambiente é claro ou escuro e também qual é a finalidade do projeto.

Para que projeto de iluminação da piscina seja eficiente e deixe seu ambiente iluminado e harmonioso, é importante consultar um especialista. Ele vai orientar onde e como devem ser posicionados os refletores e qual a melhor forma de fazer a ligação da energia elétrica seguindo a intensidade das lâmpadas.

Mas independente do tamanho ou formato da sua piscina, o que vale destacar é que uma iluminação deixa qualquer espaço de lazer ainda mais requintado e bonito, além de claro, acalmar o calor dos dias quentes, não importando o horário.

iluminacao-de-piscinas-com-led-163727

Piscina para os dias de frio

Quer ter uma piscina quentinha no inverno, mas não sabe qual é o sistema ideal para a sua? Aqui estão as respostas.

Existem pelo menos cinco sistemas para aquecer a água da piscina: solar, trocador de calor, elétrico, a gás e a lenha. De todos eles, o mais indicado é o solar, por apresentar menor consumo mensal, possibilitar a redução do impacto ambiental e por não possuir nenhum risco de utilização. Além deste, outro sistema que merece destaque é o trocador de calor. Apesar de ser elétrico, ele é econômico ao reduzir o consumo de energia. As demais opções de aquecedores possuem características que, ao serem colocadas no papel, costumam inviabilizar os projetos. É o caso da versão elétrica, que tem um custo alto e é vulnerável a choques. Já, os sistemas a gás e a lenha também são caros e ainda emitem poluentes.

Se tratando em custos, a implantação tanto de um sistema de aquecimento solar quanto por troca de calor tem um investimento de pelo menos R$ 5 mil em piscinas com área aproximada de 35 m³.

Acabou com as suas dúvidas? Já sabe qual seria o sistema de aquecimento mais indicado para a sua piscina?

piscina-termica-coberta_02

Como decorar a piscina?

A piscina é fundamental para compor uma área de lazer bonita e divertida para a toda a família. Mas para deixá-la ainda mais bonita é criar uma decoração no ambiente. São inúmeras as ideias que podem ser aproveitadas nesse sentido.

COMO DECORAR PISCINA?

Há várias formas de decorar uma piscina e tudo vai depender do quanto você está disposto a pagar.  Independente da verba disponível para a decoração da área de lazer, sempre é possível criar ótimos ambientes.

Para começar é importante escolher uma proposta de decoração.  Pode ser minimalista, clássica ou moderna, mas é fundamental que a ideia seja cuidadosamente desenvolvida e testada para avaliar se ela combina com a parte externa da casa.

Numa propriedade onde predomina a arquitetura clássica, a melhor forma de decorar a área com piscina é apostando nos elementos paisagistas. Um gramado verde bem rasteiro com alguns caminhos feitos com pedras naturais na superfície fica bonito e acolhedor. Já numa residência cuja proposta de decoração é totalmente moderna, é interessante trabalhar com os decks de madeira para montar o revestimento entorno da piscina.

Para reforçar o contato com a natureza na área externa, aposte nos canteiros de flores ou em pequenas árvores. Além do uso de plantas e gramados é importante a escolha da mobília.

dee91b76e6521cdc359933ce1f22ce55

A escolha dos móveis ideais representa uma das principais dicas de decoração para piscinas. Os itens mobiliários estarão dispostos ao redor para proporcionar descanso e relaxamento às pessoas. Há uma variedade de produtos que se enquadram nessa perspectiva, como os móveis de madeira, plástico ou resino.

De qualquer forma o material da mobília da piscina precisa ser resistente para suportar a ação dos agentes externos, como é o caso da chuva. Espreguiçadeiras, mesinhas e cadeiras sempre estão presentes à beira da piscina para deixar o espaço mais aconchegante. O plástico tem a vantagem de ter facilidades na limpeza, enquanto a madeira é atemporal e sempre acrescenta um toque de elegância na decoração.

90c13c834c8c9f61b3e6f53ff99fccd7

Piso Atérmico para o inverno

Os dias frios chegaram e o desejo pro ter uma casa quentinha e confortável também. Além de equipar a casa com lareiras, estufas, fogões à lenha, ter um piso que absorve frio é fundamental para curtir a estação mais fria do ano com todo o aconchego.

O piso atérmico tem a função de no verão não absorver calor e deixar a área junto à piscina agradável, e no inverno ele passa a ter a mesma função, porém não absorvendo o frio. Ele é ideal para ambientes como salas, hall de entrada, cozinhas e varandas. Além disso, o piso possui alta durabilidade e deixa qualquer espaço ainda mais bonito.

fotos casa&cia praia 031

SAMSUNG DIGITAL CAMERA

PISCINA AQUECIDA? Quais cuidados?

O frio chegou e as piscinas aquecidas passam a ser a grande atração da temporada. A temperatura da água passa a ser fator importante para que condomínios, academias, clubes, hotéis, spas e as piscinas de casa mantenham a frequência dos banhistas. Porém, o que muitos não sabem é que existe diferença no tratamento da água de piscinas convencionais e aquecidas.

Porém para utilizar a água aquecida favorece a proliferação dos micro-organismos causadores de doenças. Além disso, a temperatura elevada aumenta a produção de suor dos banhistas. Outro problema comum nessas piscinas é a sensação do excesso de cloro, causando cheiro forte e ardência nos olhos. Para  que estas sensações sejam amenizadas, é aconselhado o uso do oxidante OxiAll, que reage com o excesso de matéria orgânica eliminando o cheiro.

Além de ajustar a dosagem de cloro, é recomendado o monitoramento diário dos resíduos da piscina, o indicado é que se mantenha entre 1 e 3 ppm, garantindo a qualidade da água. Com a temperatura elevada, ocorre a aceleração na evaporação dos produtos e no consumo de cloro.

Para a temperatura não prejudique o conforto e a saúde do usuário, é recomendado que a água da piscina deva ser de 18°C para adultos e 22°C para crianças de 5 anos. Em caso de temperatura estar abaixo dos níveis anteriores é necessário a redução do tempo de contato com a água.

Para a prática de natação, a temperatura ideal da água da piscina fica entre 25 e 28°C, as academias de natação trabalham com temperaturas mais elevadas, que variam entre 28 a 32°C.

livingdigital_maison-04-baixa

Qual piso escolher para o deck de piscina?

Depois da escolha da piscina é a hora de escolher o material do deck. Ainda bem que hoje em dia existem inúmeras possibilidades no mercado de materiais, mas nem tudo é tão simples assim.  Graças à tecnologia, produtos como os pisos atérmicos, unem o conforto e a beleza essencial para a área de lazer.

Cimentícios atérmicos

 Ultimamente é o mais requisitado. É composto de concreto de alto desempenho, agregando ao material resistência e alta durabilidade. Possuem várias dimensões, acabamentos e cores. Além disso, outra grande vantagem, é que se exposto ao sol o piso não esquenta, deixando o espaço mais confortável para os banhistas. Ideal para aqueles que andam descalços, como aqueles que gostam de tomar sol em volta da piscina. Os pisos atérmicos no deck também facilitam a vida, pois são antiderrapantes.

JM 004

 Pedras

Revestimento que já foi muito utilizado. Ele pode variar desde a pedra São Tomé até mármores, granitos, arenitos ou mosaico português. Dependendo da pedra, esta já é naturalmente antiderrapante por conta da sua superfície irregular, mas no caso de mármore ou granito, deve receber acabamento levigado (acabamento semi-polido com resultado antiderrapante, sem ficar rústico demais). Um empecilho no uso de pedras, é que dependendo da tonalidade ela pode esquentar. A impermeabilização é feita no contrapiso e nas peças no momento da colocação. Após isso a única manutenção é a limpeza frequente!

deck-pedra

Madeira

Decks de madeira são clássicos da arquitetura. Lembrando que, devemos utilizar madeira indicada para este fim que é a de reflorestamento (tratada). Nesse caso, a madeira que recebe tratamento adequado é resistente ao tempo, dispensando o uso de verniz brilhante que além de esquentar, dava um super trabalho na hora da manutenção.  A manutenção deve ser feita com um produto chamado stain, que penetra na madeira protegendo contra sol e chuva. A reaplicação deve ser feita à cada 2 anos.

deck-madeira